Outubro Rosa: policlínicas regionais realizam 41% das mamografias no Ceará

Outubro Rosa: policlínicas regionais realizam 41% das mamografias no Ceará

10
0

De janeiro a agosto deste ano, as 19 policlínicas regionais da rede de atenção especializada da Secretaria da Saúde do Ceará no interior do Estado fizeram em conjunto 27.951 exames de mamografia, 40,95% das 68.241 mamografias de rastreamento realizadas no período pelo Sistema Único de Saúde (SUS), na rede pública e conveniada. O número poderia ser até mais expressivo, já que 34.046 ou 64,76% dos 52.566 exames ofertados pelas policlínicas regionais foram agendados. E, mesmo agendadas, 6.095 mulheres, 17,9% do total, deixaram de fazer a mamografia.

Essa é a realidade que o movimento Outubro Rosa busca enfrentar. As ações têm o propósito de alertar a sociedade em geral, os poderes públicos, serviços de oncologia e mais diretamente as mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce, do acesso em tempo hábil aos serviços e a qualidade do atendimento. As bandeiras do movimento ganham ainda maior relevância diante do aumento da morte de mulheres por câncer de mama. Em 2017, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimou 57.960 casos novos de câncer de mama, com um risco estimado de 56,2 casos a cada 100 mil mulheres. Desse total, 2.160 casos no Ceará, com um risco de 46,3 casos novos por 100 mil mulheres.

O número de exames de mamografia aumenta ano a ano no Ceará. Entre 2009 e 2016 esse aumento foi superior a 520%, de 20.946 para 129.880 em oito anos, de acordo com levantamento do médico oncologista e mastologista, coordenador do Comitê Estadual de Controle do Câncer no Ceará, Luiz Porto. Ainda assim, o número de exames realizados ainda é distante da população de mulheres na faixa etária de rastreamento. Em 2017, essa população soma no Ceará 709.168 mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos.

O problema não é a falta de mamógrafos para atender as mulheres em idade de se submeter ao exame. “O medo do câncer e do tratamento são alguns dos fatores”, diz o médico. Segundo Luiz Porto, para essa população seriam necessários 64 mamógrafos no Estado. Atualmente, o Ceará dispõe de 78 aparelhos, 19 nas policlínicas regionais do interior, número mais que suficiente para atender a necessidade.

Atendimento regional

O acesso a mamografias, um dos principais exames que ajudam no diagnóstico precoce, foi ampliado na rede pública do Ceará nos últimos cinco anos, com a abertura das policlínicas regionais, construídas pelo Governo do Estado, e em funcionamento em 19 regiões de saúde, mantidas pelo Estado e os municípios através dos consórcios públicos. Em todas as 19 policlínicas há mamógrafos, facilitando o acesso das mulheres ao exame na região onde moram, sem precisar de deslocamento para a capital ou outras regiões mais distantes de casa.

Diagnóstico e tratamento

Como todos os tipos de câncer, o da mama é caracterizado pelo crescimento descontrolado de células que adquirem características anormais. A patologia é classificada em diversos tipos e possui características e níveis diferentes de gravidade. Por isso é imprescindível o acompanhamento médico. A ordem do tratamento depende das condições em que o tumor foi diagnosticado. O primeiro passo é fazer o diagnóstico completo com análises clínicas e biópsia para descobrir se o tumor é benigno ou maligno. O médico, então, faz a indicação de cirurgia, quimioterapia e radioterapia ou das práticas combinadas, de acordo com cada caso.

Outubro Rosa

Como parte da programação de atividades do Outubro Rosa, da Secretaria da Saúde do Ceará, na terça-feira, 17, o Núcleo de Telessaúde da Sesa realizará webpalestra para profissionais da saúde dos municípios, às 14 horas. A transmissão será ao vivo. Para participar, basta clicar no link http://webconf2.rnp.br/rutehuwcufc. Já nos dias 25, 27 e 31, os núcleos de saúde das centrais Vapt Vupt do Antônio Bezerra e Messejana promoverão palestras sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

Programação

Dia 17
Webpalestra, às 14 horas
Telessaúde
Para participar, basta clicar no link http://webconf2.rnp.br/rutehuwcufc

Dia 25
Palestra, 8h30 às 10h30
Núcleo de Saúde do Vapt Vupt Antônio Bezerra
Rua Demétrio de Menezes, 3750, ao lado do terminal de ônibus do Antônio Bezerra

Dia 27
Palestra, 7h45
Núcleo de Saúde do Vapt Vupt Antônio Bezerra
Rua Demétrio de Menezes, 3750, ao lado do terminal de ônibus do Antônio Bezerra
Núcleo de Saúde do Vapt Vupt Messejana
Av. Jornalista Tomaz Coelho, 602, ao lado do terminal de ônibus de Messejana

Dia 31
Palestra, 8h30 às 10h30
Núcleo de Saúde do Vapt Vupt Messejana
Av. Jornalista Tomaz Coelho, 602, ao lado do terminal de ônibus de Messejana

Comments

comments