O Hospital de Maracanaú não terá mais o serviço de urgência e emergência. Os pacientes vão ser agora encaminhados para a nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Bairro Pajuçara. A notícia de que os atendimentos de urgência e emergência não vão mais ser feitos no hospital deixou moradores revoltados.

A prefeitura de Maracanaú confirmou por meio de nota que a partir do dia 23 de janeiro, as urgências e emergências adultas e pediátricas só serão atendidas na UPA da Pajuçara – a quatro quilômetros do hospital. A reclamação da população é que muitas pessoas não podem ir até a nova Unidade de Saúde. Além da falta de divulgação da mudança.

“Foi anunciado que tudo vai para a UPA. Vamos ter a UPA. Era para ser positiva essa história. Era para somar e não para retirar né?. E eles ainda falam que se acontecer algo mais grave na UPA será transferido para o hospital de novo”, disse a microempresária, Karen Araújo.

A retirada do atendimento de urgência e emergência do hospital é apenas uma das preocupações. Pacientes contam que até as consultas marcadas não estão sendo feitas. A estudante Beatriz Tavares, que aos 17 anos, enfrenta uma gravidez de risco, voltou segundo ela para casa sem fazer o pré-natal. “Eu moro longe na Pajuçara e vim para cá. Minha gravidez é de risco não posso nem caminhar desse jeito agora tenho que voltar sem atendimento”.

A estudante Ingrid dos Santos, que também espera um filho, passou pelo mesmo problema. “Disseram que estavam em greve e me deram um papelzinho pedindo para remarcar a consulta”.

Nova rede de saúde

Sobre suspensão da emergência no hospital para a UPA, a prefeitura disse que a Unidade de Pronto Atendimento 24 horas vai fazer parte de uma ampla rede de equipamentos de saúde em Maracanaú, que inclui o Hospital Municipal, a nova UPA e mais 30 postos de saúde.

COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comments

comments