COMPARTILHAR

Por Guilherme Mazui, G1, Brasília

 



Após dedicar a agenda desta terça-feira (24) a audiências com deputados, o presidente Michel Temer compareceu a um jantar com parlamentares oferecido pelo vice-presidente da Câmara, deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG).

O encontro na casa do parlamentar mineiro ocorre na véspera da votação na Câmara do parecer que recomenda a rejeição da denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República contra Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).



Segundo a assessoria de Fábio Ramalho, o cardápio do jantar tinha galinhada, linguiça, leitoa à pururuca, carne de sol, costelinha suína, feijão tropeiro, arroz branco, torresmo, paçoca, pé de moleque, goiabada, doce de leite e sorvete.

>> Assista no vídeo abaixo ao momento em que Temer chegou para o jantar

Presidente Temer espera por elevador ao chegar à residência do deputado Fábio Ramalho

Presidente Temer espera por elevador ao chegar à residência do deputado Fábio Ramalho

Entre os presentes ao encontro estavam os ministros Padilha, Osmar Terra (Desenvolvimento Social), Torquato Jardim (Justiça) e Helder Barbalho (Integração Nacional).

Também compareceram ao jantar os deputados Efraim Filho (DEM-PB), Alceu Moreira (PMDB-RS), Mauro Pereira (PMDB-RS), Baleia Rossi (PMDB-SP), Newton Cardoso Jr (PMDB-MG), Hildo Rocha (PMDB-MA), Soraya Santos (PMDB-RJ), Simão Sessim (PP-RJ), Carlos Marun (PMDB-MS) e Darcísio Perondi (PMDB-RS).

Também denunciado, o ministro Padilha afirmou, ao chegar ao jantar, que a expectativa é “repetir o ótimo desempenho” da votação da primeira denúncia, alcançando de 260 a 270 votos para barrar o processo. Esse número também foi estimado pelo vice-líder do governo, Beto Mansur (PRB-SP).

Questionado sobre a possibilidade de não haver quórum, Padilha disse que “artimanhas regimentais” podem atrapalhar, mas que confia na condução do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. “Tenho confiança na capacidade do nosso presidente Rodrigo Maia”, disse.