COMPARTILHAR

A pesquisa de boca de urna divulgada na Itália, além de apontar uma vitória da coalizão de direita nas eleições legislativas deste domingo (4), mostra que o ultranacionalismo pode superar o moderado Silvio Berlusconi dentro da coalizão.

Segundo o levantamento, encomendado pela emissora "Rai", a legenda de extrema direita e anti-imigração Liga Norte, liderada por Matteo Salvini, tem entre 13% e 16% dos votos na Câmara, enquanto o Força Itália (FI), partido de Berlusconi, tem entre 12,5% e 15,5%.



Já uma pesquisa realizada pelo instituto Tecnè para o grupo "Mediaset", controlado pela família do ex-primeiro-ministro, mostra que as duas legendas devem obter, cada uma, entre 56 e 66 assentos na Câmara. O empate se repete no Senado: de 26 a 36 cadeiras.

Apesar de aliadas, FI e Liga travam uma batalha interna para ficar em primeiro lugar dentro da coalizão e obter o direito de indicar o primeiro-ministro. Se Berlusconi vencer, ele apoiará o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani.



Se a Liga ficar na frente, Salvini, candidato que defende a expulsão de todos os imigrantes clandestinos e que já pediu a saída do país da União Europeia – embora tenha mudado de ideia sobre esse tema recentemente -, pleiteará a cadeira de primeiro-ministro. Com informações da Ansa.