COMPARTILHAR

Funcionários da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), que administra o Porto de Santos, entraram em greve na manhã desta segunda-feira (5). Eles reivindicam reajuste salarial referente ao acordo coletivo de 2017. A paralisação deve durar 24 horas.

Como apurado pelo G1, os portuários devem também realizar um protesto em frente ao prédio da Codesp na manhã desta segunda.



+ PF mira BRF em nova fase da Operação Carne Fraca

Segundo o Sindicado dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport), a decisão da categoria foi tomada porque a Codesp não cumpriu o acordo coletivo de trabalho do ano passado, que previa um aumento salarial retroativo de 3,59% desde 1º de junho de 2017.



Quase mil funcionários responsáveis pela entrada e saída de navios do Porto de Santos aderiram à greve.