COMPARTILHAR

Autoridades israelenses estão sendo acusadas de usarem herbicidas ao longo da fronteira com Faixa de Gaza, provocando a irritação da administração palestina.

Nizar al-Wahedi, do Ministério da Agricultura da Palestina, declarou que uma aeronave israelense foi recentemente detectada pulverizando a substância ao longo da fronteira que separa Israel da Faixa de Gaza, informa a agência turca Anadolu.



"Estas substâncias químicas causam danos nas culturas agrícolas e prejudicam os solos", declarou Nizar al-Wahed, insistindo que "Israel não tem direito de pulverizar herbicidas nas fazendas palestinas".

No entanto, ele destacou que não se sabe a composição exata das sustâncias químicas pulverizadas pelo avião israelense.



+ Homens abrem barriga de crocodilo e solucionam 'crime'

Ao mesmo tempo, uma organização não governamental israelense chamada Gishna afirma que a pulverização foi realizada para eliminar ervas daninhas ao longo da fronteira.

Mais cedo, um fazendeiro palestino de 59 anos foi morto a tiros por soldados israelenses perto da fronteira com a Faixa de Gaza. Uma fonte nos serviços médicos da Faixa de Gaza disse à Sputnik que o homem foi morto enquanto trabalhava na sua terra, enquanto a parte israelense diz que o homem se aproximou da área restrita apesar de repetidos avisos.

A tensão na fronteira entre Israel e Faixa de Gaza aumentou depois da decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital israelense e transferir a embaixada norte-americana para lá. A decisão do presidente estadunidense levou a confrontos quase permanentes entre as forças israelenses e os palestinos. Com informações da Sputnik News.