COMPARTILHAR

O vazamento da informação sobre a quebra do sigilo bancário do presidente Michel Temer, publicada pela imprensa na segunda-feira (4), será investigada pela Polícia Federal. A decisão é do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a averiguação aos movimentos financeiros do chefe do Executivo nacional.

“Verifico que a petição apresentada pela ilustre defesa do excelentíssimo senhor presidente da República revela conhecimento até mesmo dos números de autuação que teriam recebido procedimentos de investigação absolutamente sigilosos”, diz trecho do despacho de Barroso publicado pelo jornal O Globo.



+ Por unanimidade, STJ nega habeas corpus e vota pela prisão de Lula

Temer é investigado por suposto favorecimento à empresa Rodrimar na edição do decreto dos portos.