COMPARTILHAR

Na tarde desta terça-feira (6), um avião de transporte militar An-26 acidentou ao aterrissar no aeródromo sírio de Hmeymim. Segundo os dados mais recentes, a bordo estavam 33 passageiros e 6 tripulantes; todos eram efetivos das Forças Armadas da Rússia.

"Em resultado da tragédia, morreram 27 oficiais, inclusive um major-general, bem como alferes e militares contratados. Não havia nenhum civil a bordo do An-26", diz-se no comunicado.



Ademais, se adianta que durante a aterrissagem as condições climáticas eram adequadas e que o comandante da tripulação era um piloto de 1ª classe com 3.000 horas de experiência de voo neste tipo de aeronaves.

O ministério também reiterou que não houve ataque armado contra o avião. A comissão especial da entidade militar russa já está investigando as diferentes versões do acidente. Segundo a versão preliminar, a causa da queda teria sido uma falha técnica. Com informações do Sputnik Brasil.