COMPARTILHAR

As FARC, ex-guerrilha colombiana, desistiu de concorrer pelas eleições presidenciais do país. Rodrigo Londoño, seu candidato e conhecido como Timochenko, foi sido submetido a uma operação ao coração na quarta-feira (7), informa o jornal português Diário de Notícias.

Com 56 anos, ex-líder da guerrilha se recupera da operação realziada na na clínica Shaio, em Bogotá, e seu estado é estável. Timochenko foi hospitalizado depois de sentir fortes dores no peito.



"Depois da cirurgia de ontem, junto com as já assinaladas características da contenda eleitoral, levaram-nos a renunciar à candidatura presidencial. A Timo e Imelda [Daza, candidata a vice-presidente] agradecemos terem aceitado a candidatura, conhecedores ambos dos limites estruturais que têm as forças alternativas para o exercício da política e a participação eleitoral", afirmou um comunicado do partido, a Força Alternativa Revolucionária Comum.

Não se sabe ainda que o candidato o partido irá apoiar. Mas, as FARC mantêm as candidaturas para deputados e senadores nas eleições deste domingo.