COMPARTILHAR

O motorista do carro onde estava a vereadora Marielle Franco (PSOL) também morreu baleado na noite desta quinta-feira (14). O assassinato de ambos ocorreu no Estácio, na região Central do Rio. Na manhã desta quinta (15), a mulher de Anderson Pedro Gomes lamentou o caráter brutal do crime. A Polícia informou que os suspeitos atiraram ao menos nove vezes em direção ao veículo.

“Anderson era uma pessoa muito boa, ele ajudava todo mundo no que ele pudesse. Um pai muito amoroso, um marido maravilhoso. E, como muitos nesse estado atual, fazendo bico pra tentar sustentar a família. Eu sou funcionária pública do estado. A gente tá vivendo um momento horrível. E Deus levou meu marido, não sei com que propósito. Ainda é difícil aceitar”, afirmou Ágatha Arnaus Reis, mulher do motorista.



A vereadora, que estava no banco de trás do veículo, foi atingida com pelo menos quatro tiros na cabeça. A principal linha investigativa aponta para execução. Os criminosos fugiram do local sem levar nada.

De acordo com o G1, câmeras de segurança da região serão analisadas para determinar o trajeto do veículo, para determinar em que ponto o carro começou a ser seguido.



Leia também: 'Quantos mais vão precisar morrer?', posta Marielle na véspera do crime