COMPARTILHAR

Manifestações foram marcadas pelo país após o assassinato da vereadora Marielle Franco, do PSOL, na noite desta quarta-feira (14), na rua Joaquim Palhares, no Estácio, Região Central do do Rio. O corpo será velado na Câmara dos Vereadores a partir das 11h desta quinta-feira (15).

A morte da vereadora pode estar relacionada a sua militância política. Marielle presidia a Comissão da Mulher e, no último mês, foi nomeada relatora da comissão que vai acompanhar a intervenção das Forças Armadas no Rio, com o objetivo que coibir abusos do Exército.



No sábado (10), a vereadora fez uma publicação no Facebook denunciado policiais do 41º Batalhão da PM do Rio, que estariam aterrorizando e violentando moradores da Favela de Acari, localizada na Zona Norte.

Marielle era aliada do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL). De acordo com o G1, o deputado foi até o local do crime. "As características são muito nítidas de execução, queremos isso apurado de qualquer maneira, o mais rápido possível", afirmou.



No Rio de Janeiro, um ato foi marcado para às 17h, em frente a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), no Centro da cidade. Em seguida, manifestantes seguirão até a Cinelândia.

Notícias ao Minuto

O corpo de Marielle será velado na Câmara dos Vereadores a partir das 11h desta quinta-feira (15).

Em São Paulo, o protesto foi marcado para para 17h, no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista. "Vamos mostrar que não nos calarão", diz nota do PSOL na convocatória.

Em Belo Horizonte, manifestantes marcaram um ato às 17h30 na Praça da Estação, na região central da capital mineira.

Leia também: Vereadora do PSOL, Marielle Franco é morta a tiros no Rio