COMPARTILHAR

O presidente da Turquia, Recep Tayip Erdogan, garantiu nesta quarta-feira (14) que até o fim da noite a cidade síria de Afrin estará "totalmente cercada", informou uma fonte do governo. "Espero que Afrin tenha caído completamente até esta noite", declarou Erdogan em discurso.

Afrin é o grande alvo da ofensiva militar turca iniciada em 20 de janeiro e batizada de "Ramo de Oliveira". Segundo Erdogan, Ancara neutralizou quase "3,5 mil terroristas".



+ Ex-chefe de inteligência de Chávez é preso por suposta conspiração

A ofensiva quer retirar de Afrin os militantes do grupo Unidades de Proteção Popular (YPG), que o governo turco considera "terrorista" e o qual possui ligação com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), banido por Ancara.



De acordo com o Observatório dos Direitos Humanos da Síria, cerca de 700 mil civis estão na cidade de Afrin, sendo que a maioria não pode deixar a cidade e se mudar para Aleppo, na área do governo sírio, devido aos bloqueios erguidos pelo PKK pela única saída para Aleppo.

Ontem (13), o Exército turco já havia anunciado ter conseguido cercar totalmente o centro urbano de Afrin. As ações na região ocorrem em meios aos 30 dias de cessar-fogo impostos pelas Nações Unidas na guerra da Síria. Segundo o observatório, cerca de 400 combatentes já perderam a vida. (ANSA)