COMPARTILHAR

O padre Mário de França Miranda citou a morte da vereadora Marielle Franco após a leitura do Evangelho na Paróquia da Ressurreição na manhã de domingo em Ipanema, no Rio de Janeiro, e foi alvo de xingamentos.

Durante a homilia, o padre lembrou “os que vencem o egoísmo lutando por um mundo melhor e mais humano”, citando Martin Luther King Jr., dom Oscar Romero e Marielle Franco.



De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, no fundo da igreja, dois homens levantaram-se aos gritos de "padre filho da puta". Eles foram tirados da missa por fiéis.

+ Viúva de Marielle se pronuncia pela 1ª vez após morte da companheira



Marielle Franco foi assassinada na última quarta-feira (14) com três tiros na cabeça e um no pescoço. O motorista dela, Anderson Pedro Mathias Gomes, também foi morto pelos criminosos. A principal linha de investigação é de que se tratou de uma execução.

A Polícia Civil de Minas Gerais identificou do dono do veículo encontrado em Ubá, no interior do estado mineiro, que pode ter sido usado no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. O proprietário do Logan de cor prata é Luciano Dias Gonçalves, de 45 anos, e está em nome da DR da Silva Leilão de Veículos.