COMPARTILHAR

Em fevereiro, o estado de São Paulo registrou o menor número de óbitos no trânsito desde 2015, quando teve início o levantamento do Infosiga SP, sistema gerido pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

No segundo mês deste ano, foram registradas 374 vítimas de acidentes de trânsito, redução de -10,1% na comparação com o mesmo período de 2017 (416 ocorrências). Entre as bases de dados do governo do Estado, o Infosiga SP já é a segundo mais acessada, atrás apenas do Infocrim – Informações Criminais, de acordo com levantamento Governo Aberto SP, realizado pela Ouvidoria Geral do Estado.



“A segurança no trânsito entrou definitivamente na pauta do Estado e do país, com a sociedade engajada na busca por soluções para uma mobilidade mais segura”, disse o governador Geraldo Alckmin.

“O Estado registrou, pelo segundo mês seguido, o menor número de óbitos da história do Infosiga SP. Resultado que só foi possível graças à união de muitos esforços, com projetos que desenvolvemos em parceria com municípios, iniciativa privada e terceiro setor coordenador pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito e Detran.SP. Temos um longo caminho a percorrer, mas estamos no rumo certo para tornar nossas ruas e estradas mais seguras”, completou Alckmin.



Estatísticas de fevereiro

Motociclistas seguem na liderança das estatísticas. Usuários de moto somam 137 vítimas em fevereiro, mas com redução de -1,7% na comparação com 2017 (144 casos). Já 105 fatalidades vitimaram pedestres, redução de -3,1% (118 óbitos), seguido por ocupantes de automóveis, com 81 vítimas (-1,9%, 89 casos), e ciclistas, único grupo que apresentou aumento no mês. Foram 29 fatalidades em fevereiro, contra 21 no ano passado, aumento de 1,9%.

Mesmo com a melhora do cenário econômico que traz reflexos para o fluxo de veículos, o Estado apresenta tendência de queda nos índices. No primeiro bimestre, foram registrados 761 óbitos contra 825 casos no ano passado, redução de -7,8% e 64 vidas poupadas. “É inegável que os números estão ainda longe do ideal, mas as reduções são um indicativo importante e mostram que a sociedade está se mobilizando em prol da segurança no trânsito”, afirma Silvia Lisboa. Com informações do Portal do Governo de São Paulo.