COMPARTILHAR

A comissão externa da Câmara dos Deputados criada para acompanhar as investigações sobre os assassinatos da vereadora carioca Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes faz sua primeira reunião nesta quarta-feira (21).

A pauta prevê a apresentação do plano de trabalho da comissão e a votação de requerimentos. Entre os pedidos apresentados pelo coordenador do grupo, deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), está convite à vereadora em Niterói Talíria Petrone, também do PSOL, para falar sobre ameaças que tem sofrido em razão de sua atividade parlamentar, após o assassinato de Marielle.



+ Bolsonaro diz que vai manter silêncio sobre assassinato de Marielle

Outro requerimento de Wyllys pede a oitiva do diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Laerte Rímoli, para esclarecer orientação que teria sido dada pela gerência de redação da Agência Brasil no sentido de reduzir a cobertura jornalística sobre o caso.



A comissão deve votar ainda requerimentos para a realização de diligências na cidade do Rio de Janeiro para ouvir autoridades que acompanham a investigação sobre os crimes.