COMPARTILHAR

Quatro recém-nascidos morreram entre a noite de segunda (19) e a madrugada de terça-feira (20) no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), em Uberaba. Uma infecção ainda não identificada teria causado as mortes, segundo informou o UOL.

O hospital divulgou uma nota na qual afirma que as causas dos quatro óbitos estão sendo apuradas. A unidade deciciu que, pelas próximas 72 horas, a UTI Neonatal não receberá novos pacientes. Neste prazo já estarão disponíveis os resutlados dos testes encomendados pelo hospital. A Vigilância em Saúde da Superintendência Regional confirmou os óbitos e a necessidade de ainda identificar o agente etiológico.



"Não há, neste momento, registro de pacientes com infecção por KPC [um tipo de bactéria] no complexo hospitalar", informou o Hospital das Clínicas.

De acordo com a publicação, o HC negou a intenção de transferir pacientes e garantiu a tomada de medidas para desinfecção, prevenção de contato e higiene.



+ Governo quer vacinar todos os venezuelanos contra sarampo

O chefe do Departamento de Vigilância Sanitária, Marcos de Almeida Ribeiro, afirmou que o material genético dos pacientes foi colhido para o exame que indicará a razão para as mortes. "Temos que aguardar. Até o momento não há correlação entre os óbitos. Vamos acompanhar e monitorar todas as ações do hospital, até sair todos os resultados e saber o que aconteceu", afirmou.

O hospital passou por um surto da bactéria KPC, em setembro do ano passado. No entanto, não foi registrada infecção deste tipo. "Não há, neste momento, registro de pacientes com infecção por KPC [um tipo de bactéria] no complexo hospitalar", informou o Hospital das Clínicas.