COMPARTILHAR

O papa Francisco telefonou para a mãe da vereadora Marielle Franco a fim de prestar sua solidariedade diante do assassinato da parlamentar carioca.

“Francisco ligou para Marinette, mãe da vereadora do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), defensora dos direitos humanos e relatora da comissão responsável por investigar a Intervenção Militar no Rio de Janeiro, para comunicar seu afeto e solidariedade”, diz o portal Vatican Insider.



+ Diretor da empresa do escândalo Facebook atuaria no Brasil

Segundo a publicação, o contato ocorreu após Francisco receber um carta enviada pela filha de Marielle, executada com quatro tiros na cabeça enquanto voltava para casa de um evento no Rio, na semana passada.