COMPARTILHAR

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) começaram a julgar, na tarde desta quinta-feira (22), o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o objetivo de impedir a prisão dele, depois de condenação em segunda instância.

O anúncio do julgamento foi feito por Cármen Lúcia, ontem (21), segundo ela “pela urgência” do pedido de liberdade.



+ PF muda chefia de investigação sobre políticos e delegado entrega cargo

No habeas corpus, Lula requer que lhe seja garantido o direito de recorrer em liberdade até o trânsito em julgado do processo, quando não cabem mais recursos nem mesmo nas Cortes Superiores.



Acompanhe: