COMPARTILHAR

Um homem de origem marroquina é acusado pela prática de vários crimes e de recrutar jovens para o Estado Islâmico, informa a Procuradoria-Geral da República Portuguesa.

Segundo o comunicado, o marroquino agia principalmente junto ao Centro Português de Refugiados, onde persuadia jovens de sua nacionalidade a aderirem ao Estado Islâmico. Entre os recrutados havia um cidadão marroquino que já havia sido detido na França por ter participado da tentativa de um ataque terrorista em solo francês.



Pesam sobre o marroquino acusações de crime por adesão a organização terrorista internacional, uso de documento falso e financiamento de terrorismo. Com informações do Sputnik Brasil.