COMPARTILHAR

O vereador Paulo Reis (PT-SP) está processando o prefeito de São Paulo, João Doria, por conta de uma viatura da Guarda Civil Metropolitana (GCM) que fica estacionada na rua da residência do tucano desde que ele assumiu o governo do município, janeiro de 2017.

As informações são da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.



+ Polícia vai investigar quem divulgou vídeos com ofensas a Marielle

Reis alega que Doria não precisa do carro no local porque conta "com proteção fornecida pela assessoria da Polícia Militar". Além disso, o veículo e os dois guardas acarretariam em gasto mensal de R$ 58 mil ao município.



A prefeitura afirma que a presença de uma viatura da GCM serve garantir a segurança do prefeito e seus familiares e para evitar atos de vandalismo na casa, “o que já ocorreu”.