COMPARTILHAR

Nesta segunda-feira (26), 60 russos, incluindo diplomatas e outros funcionários do governo, foram expulsos dos Estados Unidos, segundo anúncio do presidente norte-americano, Donald Trump.

Além disso, o consulado russo em Seattle foi fechado, de acordo com a Reuters. A medida é uma retaliação contra o envenenamento de um ex-espião russo Serghei Skripal e de sua filha Yulia, na Inglaterra. De acordo com Londres, o plano foi arquitetado por Moscou, caso que foi negado pela Rússia.



Segundo noticia a Associated Press, fontes do governo norte-americano dizem que os russos expulsos eram "espiões trabalhando nos EUA sob uma capa diplomática".

Em solidariedade ao Reino Unido, Alemanha, Polônia, Lituânia e França também anunciaram a expulsão de quatro diplomatas cada um.