COMPARTILHAR

A ex-presidenta Dilma Rousseff e o ex-ministro das Relações Exteriores e da Defesa Celso Amorim participam, na tarde desta segunda-feira (26), em hotel no Rio de Janeiro, de uma entrevista coletiva com a imprensa internacional.

O objetivo, conforme o PT, é "denunciar à comunidade internacional os graves fatos ocorridos durante a passagem da caravana do ex-presidente Lula pelo Sul do Brasil".



A comitiva do partido, que desde o dia 19 de março está em viagem pelos estados da região, vem sendo alvo de violência e agressões praticadas por manifestantes de grupos de direita.

+ Advogados alegam que Maluf corre risco de ficar cego e pedem liberdade



Em nota oficial, o PT afirmou que o País não pode conviver com a violência de setores autoritários, que usam métodos fascistas para calar e interditar aqueles de quem discordam. E que o Estado não pode se omitir perante esses atentados, que não atingem apenas o PT, mas a democracia e a liberdade.