COMPARTILHAR

Centenas de manifestantes independentistas fecharam nesta terça-feira (27) diversas estradas na Catalunha para protestar contra a prisão do ex-presidente catalão Carles Puigdemont. Segundo o serviço de tráfego local, os bloqueios foram registrados em dois dos principais acessos à capital catalã.

Os atos foram convocados pelos Comitês de Defesa da República que anunciaram ontem (26) uma série de manifestantes. Após a prisão do líder catalão, o Comitê de Direitos Humanos da ONU registrou uma queixa na qual ele denuncia a violação de seus direitos por parte do governo espanhol.



+ França diminui para 3 anos idade obrigatória de vida escolar

De acordo com a porta-voz da ONU, Julia Gronnevet, o "registro da comunicação" ocorreu na noite da segunda-feira (26). Ela não revelou mais informações porque o caso é "confidencial".



Durante encontro com seu advogado de defesa, Jaume Alonso Cuevillas, na prisão alemã, Puigdemont afirmou não estar arrependido, informou a TV3. Ontem (26), o Tribunal de Neumunster, decidiu manter o líder separatista sob custódia até que o pedido de extradição apresentado pela Espanha seja julgado.

Puigdemont fora preso no último domingo (25), pouco depois de ter cruzado a fronteira da Dinamarca. Ele é alvo de um novo mandado de captura e extradição, o que o tornou réu por rebelião e mau uso de recursos públicos no processo de independência da comunidade autônoma. Com informações da ANSA.