COMPARTILHAR

Durante o funcionamento do corredor humanitário, mais de 128 mil pessoas deixaram Ghouta Oriental, incluindo 9,6 mil terroristas e suas famílias, informou nesta quarta-feira o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu.

+ Ataque à caravana de Lula repercute em jornais internacionais



"Até o dia de hoje, são 128.161 pessoas, entre as quais 103.117 são civis, 9.670 são terroristas e 15.373 familiares de terroristas", disse o ministro.

Por ordem do presidente russo, Vladimir Putin, e com o objetivo de evitar vítimas entre a população civil, desde 27 de fevereiro na área de Ghouta Oriental foi introduzida uma pausa humanitária diária, além de terem sido abertos vários corredores humanitários.



As forças do governo sírio retomaram o controle de quase todo o leste de Ghouta, a última fortaleza rebelde próxima a Damasco, de acordo com relatos da mídia. Dentro de Ghouta Oriental, apenas a cidade de Duma ainda não se rendeu.