COMPARTILHAR

A caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Sul do país termina nesta quarta-feira (28), com um grande ato, a partir das 17 horas, na Praça Santos Andrade, em Curitiba (PR).

Lideranças políticas de vários partidos de esquerda e pré-candidatos à Presidência participarão do evento, denominado de Ato Suprapartidário Contra a Violência e Pela Democracia, às 17h na Praça Santos Andrade em Curitiba.



Já estão confirmadas as presenças da candidata à presidência pelo PCdoB, Manuela Dávila, do candidato do PSOL, Guilherme Boulos, dos senadores Roberto Requião (MDB) e João Capiberibe (PSB).

"Estaremos hoje em Curitiba repudiando a escalada fascista e defendendo a democracia e o Estado Democrático de Direito", disse Manuela em nota.



"É hora de a esquerda mostrar unidade. Não dá para brincar com o fascismo", disse Boulos.

+ "Não sou homem de correr da briga", diz Lula após ataque à caravana

Parlamentares e dirigentes dessas e de outras legendas, a exemplo do PSB e PDT, também irão ao evento, além de membros da Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, CUT, MST, movimentos sociais e personalidades.

As violentas agressões à caravana, desde o último dia 19, culminaram com um atentado a tiros, na noite de terça (27), em Quedas do Iguaçu (PR). A comitiva já havia enfrentado protestos durante a passagem pelo Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Segundo o PT, a violência atenta contra as liberdades políticas e contra a própria democracia, e por isso são repudiadas por todas as forças democráticas.