COMPARTILHAR

Líder supremo da Coreia do Norte, Kim Jong-un nomeou a condição necessária para a desnuclearização da península da Coreia. Kim Jong-un afirmou que seu país está "comprometido com a desnuclearização" da península coreana, mas só com uma condição.

+Cantor sobrevivente do Bataclan critica estudantes de Parkland



O líder norte-coreano que estava em uma visita histórica na China, anunciou que a desnuclearização da península é possível se Washington e Seul tomarem "medidas coerentes e coordenadas" para conseguir a paz na região.

No decurso do encontro, Kim mais uma vez confirmou sua disposição para dialogar com estes dois países, acrescentando que está pronto para realizar reuniões com seus líderes, informa a agência Xinhua.



"Nossa postura consistente é que estamos comprometidos com a desnuclearização da península", assegurou o líder norte-coreano. Ao mesmo tempo, ele destacou que a solução será encontrada só sob uma condição.

"Este problema pode ser resolvido se a Coreia do Sul e os EUA responderem aos nossos esforços com boa vontade, criarem uma atmosfera de paz e estabilidade e adotarem medidas progressivas e sincronizadas para alcançar a paz", revelou.

Entre os dias 25 e 27 de março, Kim e sua esposa Ri Sol-ju fizeram uma visita não oficial à China a convite do presidente chinês Xi Jinping. A visita não foi oficialmente anunciada. A visita de Kim à China seria sua primeira viagem ao exterior desde que se tornou líder da Coreia do Norte em 2011. Com informações da Sputnik News Brasil.