COMPARTILHAR

Um dia depois de o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da Quarta Região) rejeitar o recurso apresentado por sua defesa -decisão que pode levar à sua prisão- o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se disse indignado e repetiu, nesta terça-feira (27), ser vítima de um processo mentiroso.

"Ou estou louco ou quem me condenou está louco", disse Lula, após relatar sua versão do processo a militantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).



Ao discursar em um palco montado na praça central de Quedas do Iguaçu (PR), Lula descreveu também os protestos que tem enfrentado na edição de sua caravana na região Sul.

+ Ônibus da caravana de Lula é atingido por três tiros, diz PT



"Nunca tinha assistido a uma selvageria como esta", discursou ele, chamando as manifestações de barbáries.O ex-presidente disse, mais uma vez, que voltará a governar o Brasil.

Desde o início da caravana, no dia 19, esta é a primeira atividade de Lula em praça pública realizada sem protestos.

Em uma cidade cercada por assentamentos, em uma região que concentra 8.000 famílias, Lula fez promessas, como a recriação do Ministério do Desenvolvimento Agrário e a legalização dos quilombolas."Vou voltar a presidir este país", disse. Com informações da Folhapress.