COMPARTILHAR

O PT começa a articular o nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad para vice na chapa de Lula. O nome dele vem ganhando força desde que Jaques Wagner, ex-governador da Bahia e pensado para o cargo, foi alvo da Lava Jato.

Durante a caravana do ex-presidente, o termômetro de aprovação a Haddad também tem se mostrado favorável, segundo informações da GloboNews.



"Colocar o Haddad como vice da chapa é pavimentar o caminho natural dele como candidato alternativo a Lula, que já mostrou diversas vezes, inclusive durante a caravana, a simpatia pelo nome do ex-prefeito", afirmou um líder petista.

+ Gilmar Mendes volta a ser hostilizado por brasileiro em Lisboa; vídeo



Para os petistas, a rejeição da candidatura do ex-presidente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é dada como certa, depois da condenação dele em segunda instância, a 12 anos e um mês de prisão, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

No entanto, ainda há no partido a esperança de que Lula não seja preso, com base em uma possível concessão de habeas corpus preventivo, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no próximo dia 4.

Dessa forma, o ex-presidente poderia continuar participando de toda a campanha eleitoral e até mesmo registrar a candidatura, em agosto. O objetivo é aproveitar o palanque de Lula para fortalecer o nome de Haddad e tentar levá-lo para o segundo turno.