COMPARTILHAR

A vencedora do prêmio Nobel da Paz Malala Yousafzai, de 20 anos, regressou pela primeira vez ao Paquistão nesta quarta-feira (28), desde que sofreu um ataque a tiros do talibã no seu próprio país. Pessoa mais jovem a ser laureada com um prêmio Nobel, aos 17 anos, a ativista defendia a educação para meninas e mulheres, motivo pelo qual se tornou alvo, em 2012, de um atirador do grupo fundamentalista islâmico.

Depois de sofrer o ataque, a ativista encontrou abrigo no Reino Unido, mais precisamente em Birmingham, onde recebeu tratamento e fixou residência até hoje. O prêmio Nobel teria vindo dois anos depois do ataque, em 2014, pelo trabalho em defesa do direito à educação para as garotas paquistanesas, que foi continuado mesmo à distância.



+ Parlamento catalão defende posse de Puigdemont

Conforme relata o site Islamabad, a fim e preservar a segurança de Malala os detalhes relacionados à viagem foram guardados em segredo. A agência AFP também divulgou que o retorno ao país de origem deve incluir um encontro com o primeiro primeiro-ministro Shahid Khaqan Abbasi.