COMPARTILHAR

A segurança do STF (Supremo Tribunal Federal) vai acionar a representação da Polícia Federal em Portugal para que investigue os ataques sofridos pelo ministro Gilmar Mendes naquele país.

Na terça (26), o magistrado, que está em Lisboa para participar de um seminário, foi filmado por um brasileiro quando caminhava nas ruas da cidade.



Diante da reação negativa de Mendes, que questionou a "palhaçada", o homem chegou a correr atrás do ministro para interpelá-lo. E depois postou as imagens na internet.

A ideia da segurança da corte é que a PF acione a polícia de Portugal para localizar os indivíduos que fazem esse tipo de agressão verbal, a Mendes ou a qualquer outra autoridade.



As pessoas podem chegar a responder a um processo naquele país.

O clima é tenso entre magistrados do tribunal.

O ministro Edson Fachin revelou na noite de terça (26) que sua família tem sofrido ameaças e que pediu um reforço em sua segurança.

Gilmar Mendes já sofreu ataques verbais nas ruas e em aviões.

O ministro Marco Aurelio Mello teve que trocar os telefones e endereços eletrônicos tal a quantidade de mensagens críticas que recebeu.

Mello, que está o STF há mais de duas décadas, diz que nunca viu a corte sob tamanha pressão. Com informações da Folhapress.