COMPARTILHAR

Um tribunal norte-americano confirmou liminar contra a ordem do presidente Donald Trump de proibir transgêneros de servir nas forças armadas, disse o procurador-geral Bob Ferguson, em Washington, em um comunicado. Trump emitiu um novo memorando na semana passada, desqualificando transexuais do serviço militar, a menos que certas condições fossem cumpridas.

+Ataque à caravana de Lula repercute em jornais internacionais



"Devido às injunções no nosso caso e em outros, a administração Trump não pode implementar nenhuma política que proíba indivíduos transgêneros de servir nas forças armadas", disse Ferguson na terça-feira (27).

"Hoje, por causa dessas injunções, indivíduos transgêneros podem se alistar, servir abertamente e ter acesso a cuidados médicos".



O estado norte-americano de Washington entrou com uma ação 8 meses atrás contra a proposta do governo Trump de proibir transgêneros de servir nas forças armadas. Com informações da Sputnik News Brasil.