COMPARTILHAR

A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp) afirmou nesta quarta-feira (28) que não houve pedido formal de escolta para a caravana durante do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no estado.

No entanto, o PT no Paraná nega e afirma que desde o o início da caravana no Sul. "O PT-PR participou de audiências com o comando das forças de segurança pública no estado a fim de assegurar toda a proteção necessária à caravana do ex-presidente pelo Paraná".



+ Ataque à caravana de Lula será tratado como tentativa de homicídio

Segundo destaca o G1, um ofício do partido endereçado ao secretário da Segurança do Paraná pede aos "organismos de Segurança Pública do Estado do Paraná o apoio de medidas que possa garantir a segurança e tranquilidade" para a caravana.



A reportagem entrou em contato com a Sesp e aguarda posicionamento do órgão.

A Secretaria informou que os organizadores da caravana alteraram o roteiro e o cronograma que tinhm sido informados previamente ao Governo do Paraná.

Além disso, a Sesp disse que a Polícia Militar (PM) reforçou o policiamento nos locais indicados pelos representantes da caravana.