COMPARTILHAR

A turista inglesa Katherine Sarah Brewster, de 27 anos, que estava desaparecida desde o último domingo (25), foi encontrada por moradores da comunidade sustentável Ecovila Dom José, no município de Alpestre, no Rio Grande do Sul. Ela saiu para caminhar na mata e meditar, quando decidiu montar um acampamento e ficar por lá durante alguns dias.

"Ela está bem. Foi encontrada no meio da mata próxima a comunidade onde residia. Ela fez um abrigo com folhas de bananeiras e se alimentava de frutos, raízes, entre outros alimentos da natureza. A inglesa afirmou que pretendia ficar no acampamento improvisado durante três semanas, pois ela disse que teria uma missão a ser cumprida", contou o delegado Ercilio Carletti ao UOL.



+ Emocionada, vítima relata acidente em lancha em áudio para a mãe

O boletim de ocorrência informando o desaparecimento foi aberto na terça-feira (27), dois dias após o sumiço, pelo casal que hospedava a turista há pouco mais de um mês.



A anfitriã Neli da Terra fez um no Facebook para esclarecer o caso:

O delegado que investigava o desaparecimento contou que a britânica confirmou ter escondido o passaporte e outros documentos na casa onde estava hospedada antes de sair para meditar.

"Ela está ilegalmente no país. Não há visto de entrada no Brasil e tão pouco se sabe como ela conseguiu entrar no país. Este é um processo administrativo e cabe a Polícia Federal investigar", explicou Carletti.

Katherine foi levada a um hospital de Alpestre para tratar de pequenos ferimentos, como cortes no pés e arranhões. Ela está bem e em contato com a família em Londres.