COMPARTILHAR

O enviado adjunto da Rússia para a ONU, Vladimir Safronkov, declarou nesta sexta-feira (30) que Moscou se ofereceu para sediar uma cúpula de líderes israelenses e palestinos.

"Confirmamos nossa disposição de oferecer uma plataforma russa para uma reunião de líderes israelenses e palestinos", disse Vladimir Safronkov ao Conselho de Segurança da ONU.



+ Brasileiro foi alvo de novo assessor de Donald Trump

Ele enfatizou que o processo de paz no Oriente Médio deve basear-se em regras internacionais e resoluções correspondentes do Conselho de Segurança da ONU e na iniciativa de paz árabe.



Nesta sexta-feira, um protesto de massa começou ao longo da fronteira israelense e a previsão é de que a manifestação se estenda ao longo do mês. Durante o ato, os manifestantes entraram em confronto com militares israelenses e, segundo relatos, 12 palestinos foram mortos.

A ONU fez um apelo para que Israel se atenha às regras internacionais em meio aos temores de que a situação em Gaza possa se deteriorar nos próximos dias. Com informações do Sputnik.