COMPARTILHAR

O advogado José Yunes e o presidente Michel Temer jantaram juntos em São Paulo no fim de semana que antecedeu a prisão do amigo e ex-assessor do emedebista. Segundo apurado pela jornalista Mônica Bergamo, no jornal Folha de São Paulo, os dois se encontravam com frequência quando Temer viajava para a cidade.

Yunes foi preso pela Polícia Federal (PF), no âmbito da Operação Skala, na manhã de quinta-feira (29). Outras oito pessoas supostamente envolvidas em esquema de corrupção no Porto de Santos também foram detidas na data.



Aos 80 anos, o advogado foi submetido a uma cirurgia cardíaca recentemente para implantar uma válvula aórtica.

Leia também: Amigo de Temer, Coronel Lima deve ser ouvido ainda hoje pela PF