COMPARTILHAR

Uma argentina que cumpre prisão domiciliar foi detida ao cometer um roubo, depois de deixar sua tornozeleira eletrônica em seu cachorro, que havia ficado em casa, noticiou a imprensa de Buenos Aires.

A ex-policial teria instalado mal a tornozeleira eletrônica e por isso a central de monitoramento não recebeu nenhum alerta, disseram Porta-vozes do Serviço Penitenciário Bonarense (SPB) indicaram à agência Télam.



A mulher de 37 anos era membro da polícia da capital argentina, mas em novembro de 2016 foi afastada e detida por "resistência à autoridade e encobrimento", sendo colocada sob prisão domiciliar na cidade de La Plata, 60 quilômetros ao sul de Buenos Aires, informa o G1.

Na última quarta-feira, foi presa após roubar um estabelecimento usando duas armas de fogo. Ela carregava um celular com geolocalização, o que facilitou sua prisão.



De acordo com o jornal "El Día de La Plata", a polícia ligou-a a outros três roubos similares executados nos últimos dias.

Uma fonte policial citada pela imprensa afirmou que o dispositivo de monitoramento eletrônico foi encontrado na casa da mulher "colocado no pescoço do cachorro poodle".

Leia também: Instagram: americano morre após ser baleado em transmissão ao vivo