COMPARTILHAR

Gratidão aos apresentadores Luciano Huck e Sabrina Sato, um tanto de proselitismo verde-oliva e garantias de que o Brasil, não importa o tamanho da crise que atravesse, não escorregará para um rumo fora da Constituição.

Os dias eram assim no Twitter do líder maior do Exército brasileiro, general Eduardo Villas Bôas, nos 420 dias desde que estreou na rede social. A história não se repetiu na noite de terça-feira (3).



Na véspera do julgamento no Supremo Tribunal Federal sobre a prisão de Lula, o general fez dois comentários na rede social que suscitaram uma onda de apoio e outra de suspeita de que o alto comando da instituição esteja tramando nova intervenção militar.

De longe seu maior sucesso de audiência: a dupla de comentários somava até a noite desta quarta-feira (4): 102 mil curtidas, 36 mil compartilhamentos e fez o número de seguidores do militar disparar para 170 mil.



A reportagem fez uma varredura no perfil de Villas Bôas, que tuitou pela primeira vez em abril de 2017.

No mês seguinte, reforçava o "compromisso perene" do Exército "com a Constituição".

+ Exército defende declarações de general Villas Bôas no Twitter

À beira de grave crise política, o general procurava então serenar ânimos de um país que já acumulava dois presidentes destituídos em três décadas de democracia. "A Constituição Federal Brasileira há de ser sempre solução a todos os desafios institucionais do país. Não há atalhos fora dela!", escreveu.

Era 19 de maio de 2017, dois dias após o noticiário ser encharcado pela delação de Joesley Batista. Na época, encorpava-se a ideia de que Michel Temer, atingido em cheio pelo escândalo da JBS, não duraria no cargo.

O general, ao menos até agora, não era afeito a arroubos verborrágicos.

Em agosto de 2017, usou a internet para agradecer ao "soldado Luciano Huck" –que à época ainda constava no bolão de presidenciáveis– por uma reportagem em seu "Caldeirão do Huck", da Globo, sobre o trabalho de militares brasileiros no Haiti.

"Nós soldados da paz agradecemos seu apoio às tropas no Haiti. Vc é um dos nossos. #ObrigadoSoldado!", postou.

Villas Bôas também se disse grato a Sabrina Sato, após uma gravação dela para a Record com as cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras. "Estou seguro que você despertou o interesse de muitas jovens pela carreira militar no @exercitooficial. Valeu! #ObrigadoSoldado". Com informações da Folhapress.