COMPARTILHAR

O advogado Roberto Batochio, que defende o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta quarta-feira (4) que os militares devem ficar nos quartéis "e promover, dentre outras atividades, a defesa externa do país".

"Quem faz política são os políticos", disse Batochio ao responder sobre como avaliava os comentários feitos pelo chefe do Exército, general Eduardo Villas Bôas, e de outros militares na noite de terça (3).



Na véspera do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula no STF (Supremo Tribunal Federal), Villas Bôas postou uma mensagem no Twitter afirmando que a corporação "compartilha o anseio dos cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à democracia".

+ Relator do caso, ministro Fachin vota contra habeas corpus de Lula



Questionado sobre uma eventual desestabilização do país, seja qual for o resultado do julgamento, Batochio disse que não considera essa hipótese.

"Posso achar nada porque esta tese é totalmente fora da nossa ordem constitucional", respondeu o advogado a jornalistas ao chegar ao STF. Com informações da Folhapress.