COMPARTILHAR

No mês passado, o Panamá havia incluído o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em uma lista de risco por envolvimento em lavagem dinheiro. Caracas reagiu suspendendo relação comerciais com empresas e autoridades.

O Panamá decidiu nesta quinta-feira (6) retirar seu embaixador da Venezuela e pediu ao governo do país petrolífero que faça o mesmo com seu representante diplomático na Cidade do Panamá. A informação foi divulgada através de um comunicado do Ministério das Relações Exteriores panamenho.



O Panamá informou que a medida foi uma resposta à decisão da Venezuela de suspender as relações comerciais com uma série de autoridades e empresas panamenhas, incluindo a companhia aérea Copa e o presidente Juan Carlos Varela, por suposto envolvimento em lavagem de dinheiro.

No mês passado, o Panamá incluiu o presidente venezuelano Nicolás Maduro em uma lista de cidadãos venezuelanos que são considerados "de alto risco" por lavagem de dinheiro. Com informações do Sputnik Brasil.



Leia também: Quase metade dos venezuelanos não pretende votar, diz pesquisa