COMPARTILHAR

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, acusou nesta quinta (5) o presidente dos EUA, Donald Trump, de descontar em seu país frustrações com a política doméstica americana.

"Se suas declarações recentes resultam de frustrações com questões de política interna, com sua legislação ou seu Congresso, dirija-se a eles, não aos mexicanos", disse em vídeo gravado.



A resposta segue-se à decisão do líder americano de enviar para a fronteira dos dois países, de 2.000 a 4.000 efetivos da Guarda Nacional.

Trump alega que militarizar a fronteira é necessário enquanto seu plano de ampliar o muro entre os dois países patinar no Congresso, sem verbas. Após anunciar o destacamento na véspera, ele deu a estimativa do contingente que auxiliará a Patrulha da Fronteira a conter imigrantes sem documentos.



Peña Nieto disse que seu país está disposto a negociar com os EUA, mas de forma "séria e com espírito construtivo", e que trabalhará pela relação desgastada. Os dois se encontrarão na Cúpula das Américas, em Lima, dias 13 e 14. Com informações da Folhapress.

Leia também: Mandado de prisão de Lula repercute na imprensa internacional