COMPARTILHAR

A advogada Janaína Paschoal, autora do pedido de impeachment contra Dilma Rousseff, se manifestou nesta sexta-feira (6) sobre a prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. "Dia Tenso", escreveu a jurista no Twitter.

"Não façam manifestações hoje, a fim de evitar confusões. Um rapaz já foi gravemente ferido", diz Janaína na rede social.



Em seguida, a advogada pede que manifestantes fiquem em casa nesta sexta.

"Àqueles que ainda não compreenderam a importância das responsabilizações que vêm ocorrendo e sentem a necessidade de se manifestar, o que constitui um direito sagrado, peço que tenham calma e lembrem que a violência só agrava quadros já gravosos", completa.



Os movimentos Frente Brasil Popular, Levante Popular da Juventude e Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) estão organizando atos em diversas partes do país contra a prisão do ex-presidente.

Já o Movimento Brasil Livre (MBL) marcou o evento 'CarnaLula' para comemorar a ordem do juiz Sérgio Moro. A manifestação contra Lula está marcada para às 18h, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Àqueles que ainda não compreenderam a importância das responsabilizações que vêm ocorrendo e sentem a necessidade de se manifestar, o que constitui um direito sagrado, peço que tenham calma e lembrem que a violência só agrava quadros já gravosos.

— Janaina Paschoal (@JanainaDoBrasil) 6 de abril de 2018

Bom dia, Amados! Dia tenso, mas as instituições estão funcionando. Àqueles que apoiam a depuração do nosso país, peço que fiquem em suas casas, ou em seus ambientes de trabalho. Não façam manifestações hoje, a fim de evitar confusões. Um rapaz já foi gravemente ferido.

— Janaina Paschoal (@JanainaDoBrasil) 6 de abril de 2018

Leia também: Homem agredido em frente ao Instituto Lula sofreu traumatismo craniano