COMPARTILHAR

O papa Francisco fez um apelo para autoridades do mundo inteiro rejeitarem uma "economia de exclusão" e "abrirem novos caminhos".

A declaração foi feita através de uma mensagem em vídeo, cujo título era: "Para aqueles que têm responsabilidade em matéria econômica".



A mensagem foi difundida pelo site "Vatican News" em sete idiomas diferentes. De acordo com o veículo, o propósito indicado por Francisco será pauta do mês de abril na Rede Mundial de Oração.

"A economia não pode pretender somente aumentar a rentabilidade reduzindo o mercado de trabalho e criando, desta maneira, novos excluídos", disse o Pontífice.



"Ela deve seguir o caminho dos empresários, políticos, pensadores e atores sociais que colocam em primeiro lugar a pessoa humana e fazem todo o possível para assegurar que existam oportunidades de trabalho digno", acrescentou o Papa.

"Levantemos, unidos, nossa voz para que os responsáveis pelo pensamento e gestão da economia tenham o valor de rejeitar uma economia de exclusão e saibam abrir novos caminhos", concluiu. Com informações da ANSA.

Leia também: Ex-presidente da Coreia do Sul é condenada a 24 anos de prisão