COMPARTILHAR

O Partido dos Trabalhadores está mobilizado para fazer um cerco ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando ele for preso pela Polícia Federal. Nessa quinta-feira (5), o juiz federal Sergio Moro determinou a prisão do ex-presidente. Lula tem até às 17h de sexta-feira (6) para se apresentar na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Petistas e apoiadores passaram a madrugada dessa quinta (5) organizando uma estratégia para garantir que o momento da prisão de Lula seja registrado em foto. De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, é 'imprescindível' ter um registro de Lula cercado pela multidão no dia de sua prisão.



+ Relembre a cronologia do processo de Lula no caso do triplex no Guarujá

A publicação destaca que o PT quer garantir que a militância escolte Lula ainda que ele decida se entregar. Em Curitiba, apoiadores estarão a postos aguardando o petista desembarcar rumo à PF. Interlocutores negociavam uma autorização para que dirigentes da legenda pudessem segui-lo até o Paraná.



Na noite de quinta (5), Lula cogitou não se entregar à polícia e pediu "resistência pacífica" em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, no ABC paulista.

Saiba tudo sobre a prisão de Lula aqui.