COMPARTILHAR

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) falou sobre a ordem de prisão do juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva no início da noite dessa quinta-feira (5).

"Não é um sentimento de alegria, nem de tristeza. É o cumprimento da lei. A justiça não morreu. Eu não ficaria feliz com o possível desgaste do Supremo Tribunal Federal (STF), se o habeas corpus tivesse sido concedido para o Lula", afirmou o deputado em entrevista à Rádio Bandeirantes.



+ Veja aqui outros políticos que se manifestaram sobre o pedido de prisão contra Lula

Bolsonaro também considerou que Lula não deve estar nas eleições de 2018. "Nós temos um poder que não pode ser desmoralizado por um réu especial. Ele é um transgressor como outro qualquer. Acredito que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não vai registrar a sua candidatura, mas talvez caiba recurso ao STF", afirmou.



"Gente condenada, como é o caso do Lula, não merece voto, merece a cadeia. Espero que a justiça não se desmoralize por um réu que, segundo a ótica de alguns, é especial. Até a véspera da decisão do STF, havia um descrédito por parte da população que acreditava que o habeas corpus seria concedido para o Lula. Não acho que há uma agilidade excessiva. Se fosse qualquer outro do povo, já estaria preso há muito mais tempo", completou Bolsonaro.

Saiba tudo sobre a prisão de Lula.