COMPARTILHAR

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu ordem de prisão do juiz Sérgio Moro e deve se apresentar, na sede da Polícia Federal (PF) de Curitiba, nesta sexta-feira (6), até 17 horas. No entanto, segundo aliados próximos, ele avalia a possibilidade de não se entregar.

De acordo com informações de O Globo, se até o horário limite o petista não se entregar, a PF está autorizada a cumprir o mandado de prisão, mas não o pode fazer após às 18 horas e antes das 6 horas do dia seguinte, se o alvo estiver em sua residência.



+ PF vê risco de segurança para prisão de Lula em sindicato

+ Saiba mais sobre a prisão de Lula



"Em tese, até mais ou menos 18h, a polícia poderia ingressar no domicílio, salvo quando é flagrante, o que não é o caso de Lula. Também não seria o caso de considerá-lo foragido, porque é preciso que se tenha uma ordem de prisão e o acusado não for preso", explicou o criminalista André Kehdi, presidente do Conselho Consultivo do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM).

A corporação já mantém uma equipe de prontidão, em São Paulo, caso seja necessário. Um avião da PF também está a postos no Aeroporto de Congonhas.