COMPARTILHAR

O Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia, ligado ao PT, divulgou boletim na noite desta sexta-feira, 6, no qual confirma que o ex-presidente vai se manifestar neste sábado, 7, durante missa em homenagem a sua esposa, Marisa Leticia, que faleceu no ano passado.

Veja também: Defesa de Lula entra com novo pedido de habeas corpus no STF



A missa está marcada para ter início às 9h30, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Marisa faria aniversário no sábado.

O horário limite para a prisão do ex-presidete era às 17 horas dessa sexta-feira (6).



As negociações para Lula se entregar estariam sendo feitas com o delegado Igor Romário de Paulo, chefe da Lava Jato em Curitiba.

Segundo a Folha de S. Paulo, a ideia inicial era esperar que a Polícia Federal fosse até o sindicato realizar a detenção. No entanto, Lula recuou da ideia após conversar com o ex-ministro José Eduardo Cardozo, que destacou o fato de que Lula seria punido juridicamente caso desrespeitasse a ordem judicial. Com informações do Estadão Conteúdo.