COMPARTILHAR

A mídia dos Estados Unidos relatou que Washington e Pyongyang vêm mantendo conversas secretas e diretas através de canais da inteligência, como a CIA, antes do encontro entre o presidente norte-americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

De acordo com a CNN, várias autoridades ligadas ao caso teriam revelado à rede progressos na organização dessa reunião entre os dois chefes de Estado, que ainda não tem local definido para ocorrer.



+ Terremoto de magnitude 4,6 atinge pelo menos três estados nos EUA

Agentes da inteligência dos EUA e da Coreia do Norte já teriam conversado diversas vezes, chegando inclusive a se encontrarem em um outro país. Kim Jong-un, segundo a CNN, estaria pressionando para que o encontro com Trump aconteça em Pyongyang, capital norte-coreana, mas não há indicações da parte da Casa Branca quanto a essa possibilidade. Seria também provável, conforme explicaram as fontes, realizar essa reunião bilateral em Ulan Bator, na Mongólia.



Além dos canais secretos, norte-americanos e norte-coreanos seguem conversando através de suas missões junto às Nações Unidas, em Nova York, bem como através de países aliados, como China e Coreia do Sul. Com informações do Sputnik Brasil.