COMPARTILHAR

A polícia alemã deteve quatro homens, um dos quais suspeito de planejar um ataque terrorista durante a meia-maratona deste domingo (8) em Berlim, capital da Alemanha. A informação foi divulgada pelo jornal Die Welt, segundo o qual os quatro detidos têm ligações a Anis Amri, o tunisino a quem foi negado estatuto de refugiado.

Amri foi um dos autores do ataque terrorista promovido em dezembro de 2016, em um mercado de Natal em Berlim. O motorista do caminhão que atropelou dezenas de pessoas – matando 12 – morreu durante o ataque. Anis foi morto quatro dias depois, em uma troca de tiros com a polícia perto de Milão, na Itália.



+ Egito: quatro suspeitos de terrorismo são mortos e 252 são presos

Um fonte da polícia disse ao Die Welt que os berlinenses nunca estiveram em perigo, pois este grupo de quatro homens estava sendo vigiado pelas forças de investigação. O motivo do ataque, que seria realizado com facas, estaria relacionado à vingança pela morte de Anis Amri.