COMPARTILHAR

O assessor de Segurança Interna da Casa Branca, Tom Bossert, pediu demissão do cargo, em mais uma baixa na equipe de conselheiros do presidente Donald Trump. A saída foi um pedido do novo assessor de Segurança Nacional, John Bolton, que assumiu o cargo na segunda (9).

"Tom liderou os esforços da Casa Branca para proteger a segurança interna de ameaças terroristas, para fortalecer nossa defesa cibernética e para responder a uma série sem precedentes de desastres naturais", disse a porta-voz Sarah Sanders.



Bossert se soma a uma longa lista de autoridades que pediram para deixar o governo ou foram demitidas pelo presidente. Entre eles estão os ex-assessores de Segurança Nacional Michael Flynn e H.R. McMaster, o chefe de gabinete Reince Preibus, os diretores de comunicação Hope Hicks e Anthony Scaramucci, o conselheiro econômico Gary Cohn e o estrategista Steve Bannon.

Bossert liderava iniciativas de cibersegurança do governo e era a favor de respostas mais agressivas às ameaças cibernéticas de países como Rússia, Irã e Coreia do Norte. Com informações da Folhapress.



Leia também: Agência europeia alerta para possíveis ataques aéreos à Síria