COMPARTILHAR

O advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay, autor de Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) que pede mudança em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão em segunda instância, encontra-se nesta terça-feira (10) com a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Mais uma vez, o voto dela é considerado determinante durante julgamento de duas ADCs que podem beneficiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e devem ser levadas para análise, no plenário da Corte, pelo ministro Marco Aurélio, relator do caso, hoje (10).



+ Maluf apresenta ao STF documentos para anular prisão

No entanto, o encontro entre o advogado e a ministra tem outro motivo: o habeas corpus do deputado afastado Paulo Maluf. De acordo com informações da coluna Expresso, da revista Época, Kakay – que faz a defesa do político junto com Marcelo Turbay -, tenta convencer os ministros do Supremo a manterem o parlamentar em casa.



Atualmente, Maluf cumpre prisão domiciliar por decisão liminar do ministro Dias Toffoli. O caso está pautado para amanhã (11). Segundo laudo divulgado nesta terça-feira (10) pela defesa, ele está com câncer de próstata com metástase óssea, incontinência urinária, cardiotapia, anemia, confusão mental e depressão.

O deputado foi condenado a sete anos, nove meses e dez dias de prisão, em regime fechado, por crimes de lavagem de dinheiro, pelo próprio STF.